SEGUIDORES

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

"[...] o homem não é igual a nenhum outro
homem, bicho ou coisa.
Não é igual a nada.
Todo ser humano é um estranho
ímpar."

Carlos Drummond de Andrade

domingo, 9 de junho de 2013


QUISERA EU
 
Quisera eu ser gota de orvalho
mas, num suspiro súbito, escorro,
pranto sereno, lágrima caída...
 
Quisera eu ser orquestra
fina, melódica,
mas nem com sustenidos, nem com lá menor,
sussurro quase sem querer
um agudo de inexperiência,
e grito, em desejo persistente, um sol
que brota no peito
e alimenta a esperança...
 
Quisera eu ser somente
somente ser
somente eu
eu, eu mesma...
 
Num encontro de retinas,
num estalo de bem-querer,
num caminho sem volta,
numa ida sem fim...
rumo ao ser que sou,
que não fui
e que serei...
Ser a semente, a folha,
a flor, o fruto....
 
Quisera eu
ser mil
só de mim.
 
Ísis Notacae
 
 
 

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Canção do dia de sempre
Tão bom viver dia a dia…
A vida assim, jamais cansa…
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu…
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência… esperança…
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas…